Grafica Badeirantes Boutique Atual

Postado em 28/08/12 13:41

Estética

Com a palavra a ESTETICISTA Tina Carvalho

MANCHAS NO ROSTO
Olá pessoal!

A conversa de hoje é sobre manchas no rosto. A pergunta mais freqüente nas clinicas de estética e consultórios dermatológicos é: Tem Jeito?
As manchas na pele são pedras no sapato, principalmente para as mulheres que buscam uma aparência de pele de pêssego, clara, rosada, saudável e jovial.
As manchas são lesões sem relevo e têm coloração diferente da cor da pele. As alterações podem ser escuras (hipercrônicas) ou claras (hipocrônicas)
As causas dessas manchas podem ser várias, como distúrbios hormonais, infecções, produção da melanina alterada, acne, exposição solar excessiva e tendência genética.

AS MANCHAS MAIS COMUNS SÃO:

 SARDAS OU EFÉLIDES

 

Parecem pontinhos e ocorrem pelo aumento da melanina. Tem tonalidade castanha clara ou escura, são causadas pela exposição solar e queimaduras solares. Elas podem ser de uma tendência familiar. São características de pessoas bem claras e ruivas.
O tratamento é evitar a exposição solar, uso de protetor solar, substâncias despigmentantes associadas a alguns ácidos e peelings superficiais.

MELANOSE SOLAR

São manchas acastanhadas de tamanhos diversos. Não são manchas provocadas pela idade e sim causadas pela exposição solar ao longo dos anos, induzindo o aumento do número de melanócitos.
O tratamento pode ser luz intensa pulsada, cauterização química, peelings químicos e dermoabrasão ou peeling de cristal.

MANCHAS DE ACNE

São causadas por reações inflamatórias que deixam seqüelas como manchas escuras.
O tratamento são peelings superficiais, de diamante ou cristal associado a ácidos retinóico, glicólico, kójico, hidroquinona e lazeres.

MELASMAS OU CLOAMAS

São manchas acastanhadas que surgem com o aumento da melanina na pele. São decorrentes do uso de anticoncepcionais, características raciais, tendências genéticas e agravadas pela exposição solar. São também conhecidas como cloasma quando surgem durante a gravidez.
Existem dois tipos de melasma: Epidérmico mais fácil de ser tratado e o dérmico que resiste bastante ao tratamento. Nesse caso é necessário um exame com lâmpada de Wood para identificação da profundidade das manchas.
O tratamento é feito com peelings químicos associados a cremes dispiqmentantes, pelling de cristal, luz pulsada, laser de rubi, de argônio. O tratamento via oral também são indicados, porem com prescrição medica.
O mais novo tratamento para melasma se chama “Spectra Laser Toning” ele ataca os melanócitos diminuindo o tamanho do pigmento, impedindo que o melasma surja novamente.
Se você não tem manchas na pele comemore, pois você é minoria. Portanto cuide-se e previna-se usando protetor solar. Mais se você tem procure um profissional e comece o mais cedo possível a se tratar.
Boa Sorte!

Tags:

Comentários

erica disse: 02/01/2013 11:51

tenho manchas nas maças do rosto e os produtos são muito caros,tem algo caseiro que pelo menos minimiza as manchas?

Enviar um comentário

Veja Também

Tema já conta com apoio declarado de 121 colegas na reeleição para a Famem

Tema já conta com apoio declarado de 121 colegas na reeleição para a Famem

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão-FAMEM, Cleomar Tema, já conta com o apoio declarado de 121 colegas em sua...

Cleomar Tema continua recebendo adesões pela disputa para a presidência da Famem

Cleomar Tema continua recebendo adesões pela disputa para a presidência da Famem

Com um bloco de apoio que aglutina algo em torno de mais de 90 prefeitos, o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM),...